image

Introdução à nova regulamentação

Melhorar a vida e tornar "Zero Emissões" acessível a todos

conceito

A nossa promessa

Na Renault, esforçamos-nos por facilitar e melhorar a sua vida. Há várias décadas que trabalhamos para proporcionar veículos com menor consumo e menos poluentes.

 

Estamos empenhados na redução do impacto dos nossos veículos sobre o ambiente. Graças à nossa tecnologia Zero Emissões (Z.E.), somos pioneiros em matéria de mobilidade sustentável para todos.

 

As regulamentações evoluem e nós participamos nessas mudanças. Tal começa por respeitarmos o novo procedimento de teste global harmonizado para os veículos particulares e os veículos comerciais ligeiros (em inglês, WLTP - Worldwide Harmonised Light Vehicle Test Procedure). Este novo protocolo permite aos consumidores aceder a dados de consumo de combustível e de emissões de poluentes muito mais aproximados dos valores obtidos durante a utilização diária do seu veículo. 

 

As alterações à regulamentação

WLTP

Compreender as alterações à regulamentação: WLTP e RDE

Desde o dia 1 de setembro de 2017, entrou em vigor o WLTP, que veio substituir gradualmente o protocolo NEDC (Novo Ciclo Europeu de Condução, em inglês NEDC - New European Driving Cycle). A este novo protocolo, veio juntar-se um segundo, designado RDE (Emissões em Condições de Condução Real, em inglês RDE - Real Driving Emissions). Estes permitem obter resultados sobre os consumos e as emissões mais reais da sua utilização diária. Veja o vídeo para saber mais.

 

** Novo Ciclo Europeu de Condução, em inglês NEDC - New European Driving Cycle

*** Emissões em Condições de Condução Real, em inglês RDE - Real Driving Emissions

homologação

O que é um protocolo de certificação?

Trata-se de um conjunto de testes obrigatórios que certificam a conformidade regulamentar de todos os novos veículos que chegam ao mercado. Tem por objetivo verificar que todos os veículos respeitam as regras de emissão de poluentes, conhecidas por normas antipoluição. Atualmente é a norma Euro6 que está em vigor.

 

Os testes são realizados em laboratório e efetuados por organismos independentes (por exemplo, o UTAC em França). Estes testes baseiam-se em ciclos de condução normalizados (duração, velocidade, equipamento, temperatura, etc.) e medem as emissões de poluentes e de CO2, bem como o consumo de combustível dos veículos com motor de combustão. Estas medições permitem, assim, comparar os desempenhos de modelos de diferentes fabricantes. Estas informações são atualmente publicadas nos catálogos ou sites comerciais dos fabricantes.

WLTP

Do NEDC ao WLTP

Até setembro de 2017, o Novo Ciclo de Condução Europeu (NEDC) – a referência desde os anos 1990 - era o protocolo de homologação em vigor. Este ciclo de homologação tornou-se obsoleto, pois não acompanhou as evoluções dos automóveis. Por conseguinte, o protocolo WLTP substituirá gradualmente o NEDC.

 

Qual é a diferença entre os dois protocolos? Em primeiro lugar, o ciclo de condução com o formato WLTP é mais longo e mais representativo que o do NEDC. As velocidades nos testes são mais elevadas, o intervalo das temperaturas testadas é maior e todos os equipamentos do veículo são tidos em conta (ver o quadro abaixo). Em suma, isto permite obter resultados muito mais consistentes com os constatados nos trajetos realizados no dia a dia.   

Abaixo poderá encontrar as diferenças entre os testes NEDC e WLTP.

Características NEDC WLTP
Duração do ciclo (min) 20 30
Distância (km) 11 23
Velocidade média (km/h) 34 47
Velocidade máxima (km/h) 120 131
% de tempo de paragem 24 13
Resultados

Os resultados dos testes estão longe dos conseguidos em situações reais de condução

 

Um resultado disponível por modelo/motor/caixa de velocidades

Os resultados dos testes aproximam-se mais da realidade

 

Um resultado mínimo e um resultado máximo por modelo/motor/caixa de velocidades

Dado que as condições de realização dos testes aproximam-se de uma utilização real, os resultados, em termos de consumos e de emissões, são, consequentemente, mais elevados do que os apresentados atualmente nos catálogos. Todavia, o consumo real diário não é afetado. Trata-se simplesmente de uma representação mais fiel do consumo e das emissões que, com o WLTP, têm em conta, com maior rigor, não só o tipo de veículo mas também os equipamentos e as opções escolhidas. Esta medição será, além disso, calculada a partir de uma grelha de resultados registados durante o teste (ao contrário de um resultado único por modelo, como acontece no protocolo NEDC).

RDE

Emissões em contexto real de utilização (RDE)

Embora as condições dos ciclos de condução do teste WLTP sejam mais rigorosas do que as do protocolo NEDC, elas não consideram o conjunto dos parâmetros de utilização real de um veículo - razão de ser do teste de Emissões em Contexto Real de Utilização (RDE).

 

Realizado em estrada em condições de condução reais, este teste completa a homologação, verificando os níveis de emissão dos poluentes.

 

O Grupo Renault já começou a fornecer aos seus clientes os resultados dos testes de emissões de poluentes RDE realizados nos veículos novos matriculados depois de maio de 2016. Para mais informações, clique aqui.

significado

O que isto significa para si

É importante lembrar que nem os desempenhos nem o consumo real de combustível serão afetados, independentemente do protocolo de homologação.

 

Todavia, os resultados dos níveis de CO2 e de consumo de combustível divulgados pelos fabricantes irão naturalmente aumentar, uma vez que o novo protocolo WLTP reflete melhor a utilização diária do veículo.

 

Em concreto, o WLTP aproxima-se mais da utilização real do que o NEDC mas não influencia, nem o desempenho, nem o consumo de combustível do seu veículo.

As nossas soluções

Renault

Facilitar a diminuição do consumo de combustível

Continuaremos a homologar os nossos veículos de acordo com a regulamentação em vigor.

Desde janeiro de 2018, a Renault comercializa veículos homologados segundo o novo procedimento. E desde setembro de 2018 que todos os veículos Renault vendidos têm a homologação WLTP. 

Uma vez que o nosso objetivo é também ajudá-lo a participar ativamente na redução do impacto sobre o ambiente, oferecemos-lhe um leque de soluções inteligentes e responsáveis, através do nosso programa Driving ECO2.

Programa Driving ECO2

O Driving ECO2 visa reduzir o consumo de combustível e as emissões de CO2, otimizando a utilização do veículo. O Driving ECO2 é constituído por funcionalidades integradas e não integradas:
  • As funcionalidades integradas incluem um indicador de estilo de condução, um indicador de mudança de velocidade, um botão de modo de condução eco, a possibilidade de receber um relatório do trajeto com uma eco-pontuação e, graças ao eco-coaching, conselhos para uma eco-condução em tempo real, de forma a otimizar o consumo de combustível.
  • As funcionalidades não integradas incluem, por exemplo, a formação business-to-business, a eco-pontuação e as formações de eco-condução.
ECO2

Exceder as expetativas do mercado e as alterações de regulamentações

A Renault cumpre estas novas regulamentações (protocolos e normas) e continua a ser proativa, estabelecendo objetivos adicionais:
  • Em resposta à procura de motorizações a Diesel do mercado, adaptaremos os nossos motores a Diesel à tecnologia de redução catalítica seletiva, para reduzir as emissões de poluentes em situação real.
  • Todas as novas motorizações a gasolina serão equipadas com filtros de partículas, proporcionando não só um desempenho mais elevado, mas também uma redução da emissão de poluentes e do consumo de combustível.
  • Até 2022, iremos propor 8 novos modelos Z.E. 100 % elétricos e 12 novos modelos eletrificados (HEV, P-HEV).